Em meio à pandemia, 2021 se enche de significado ao marcar o centenário de Paulo Freire. Aqui nossa dica de leitura e compreensão da vida e obra desse educador que até hoje inspira e transforma cenários de salas de aula, sejam elas físicas ou remotas. Na concepção de Freire, a Educação vai além dos conhecimentos simplesmente transmitidos. Se firma no sentimento de proximidade, da empatia que transforma dor em esperança. O diálogo desprovido de preconceito, para o pleno exercício da cidadania.

Dividimos com nossos leitores, um pouco da obra Reiventando Freire , nas palavras do Prof. Moacir Gadotti, que à frente do Instituto Paulo Freire leva adiante um legado permeado de muita parceria, amor e visão de mundo solidário. E para educadores e interessados na temática, a surpresa vem no final. Leia!

“O mundo se globalizou e se estreitou pelo avanço das tecnologias, mas também se distanciou no trato do humano, no respeito, valorização e convivência com as diferenças, bem como do reconhecimento das semelhanças culturais. A visão humanista de Freire é um referencial importante para superarmos esse distanciamento. Não se trata, agora, de repetir suas ideias como discípulos. Trata-se, muito mais, de anunciar uma outra educação possível, profundamente engajada no presente e nos seus desafios atuais, num embate recriador do mundo. Combatido ou admirado, ele continua sendo uma referência.

Paulo Freire ficou conhecido no mundo como um cruzador de fronteiras. Ele assumia o risco de atravessar fronteiras das ciências, das profissões, das culturas. Ele se autodefiniu como um menino conectivo. Essa era mais do que uma característica pessoal. Ela é, também, uma categoria epistemológica de toda a sua obra. Acho que isso é muito atual.

Nos dias que vivemos, de intolerância e desafeto, precisamos muito exercitar a escuta, o diálogo entre diferentes, numa conectividade radical, para “tornar o mundo um lugar onde seja menos difícil amar” como afirma no final da sua Pedagogia do oprimido.” (Moacir Gadotti)

———— DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO:  Organizado por Moacir Gadotti e Martin Carnoy, e participação de muitas mãos, o livro Reiventando Freire tem 480 páginas, impresso em capa dura e uma peça para ler e reler, não só por profissionais e especialistas da educação, mas também pelo que defendem o exercício pleno da cidadania. Pode ser adquirido diretamente no Instituto ou em sites, como Amazon e outros.

E como forma de apoiar o esforço educacional, o Instituto Paulo Freire, que luta pela defesa da escola pública, da democracia, da educação libertadora, emancipadora, disponibiliza gratuitamente, o pdf do livro . Entre no endereço abaixo, bastando preencher formulário, o que também lhe dá acesso a todas as programações de cursos, oficinas e palestras neste ano centenário de Paulo Freire. Tem muita novidade, acompanhe! Vamos celebrar!

>>>Para formulário e download gratuito acesse: https://bit.ly/2NCCTs7

 

Somos a Agência Cultura de Paz, juntos no centenário de Paulo Freire!

Nossas midias: Instagram  Facebook